O seu carro tem seguro? Ainda há uma grande parcela da população no Brasil que vai responder essa pergunta com um estranho “Não”. E muitos ainda respondem com a convicção de que um seguro automotivo não é importante. Acredite, ele é! Desde o momento da compra é imprescindível buscar um plano e garantir seu carro contra diversos danos.

É então que surge outra dúvida: “Quais danos?”. Saber exatamente qual o tipo de cobertura que você precisa contratar para seu veículo faz do seu seguro viável financeiramente para seu orçamento e funcional para seu carro.

Se você já tem um seguro, esse post será bastante esclarecedor porque, como muitos brasileiros, você pode estar pagando por um serviço que não precisa e esquecendo algum essencial para seus dias pelas ruas da sua cidade. Entenda mais.

Quando contratar um Seguro de Automóvel?

Independente de o seu carro ser novo ou antigo, contratar um seguro é essencial. Algumas pessoas que já possuem veículos de muitos anos passados não se preocupam com essa ação e deixam sempre para depois. Já outros, donos de veículos novos, também não contratam achando que por ser um carro zero não vai ter problemas.

Nos dois casos os motoristas pecam. Primeiro porque se o seu carro é antigo ele merece muito estar assegurado. Os riscos de danos por uso são bem maiores e se você se envolve em um acidente, o custo para recuperação também é grande, pois as peças são mais antigas e, consequentemente, mais caras.

No segundo exemplo, é um grande erro achar que um carro novo está livre de defeitos. As pessoas são novas, de fato, mas tanto o uso como os fatores externos podem danificá-las em um tempo curto. Além disso, ainda há o risco de acidentes e colisões e não dependem apenas do seu bom desempenho no volante.

Então respondendo a pergunta do tópico, não importa se o seu carro é mais novo ou mais velho, sempre é o momento certo de contratar um seguro de automóvel se você não tem um. A diferença é que carros mais antigos geralmente pagam mais pelo plano.

Antes de contratar o seguro para seu carro

Você precisa ter conhecimento de alguns detalhes antes de contratar o seguro para seu automóvel. Esses ajudam muito a decidir qual o melhor plano. Por exemplo.

1) Tipo de veículo

Cada modelo, marca e ano de fabricação vai determinar o valor final do seu plano e o tipo ideal para segurar o carro.

2) Região de circulação e dormitório

Onde você mora, por onde circula e onde deixa o carro à noite também são fatores importantes para a seguradora.

3) Idade e quantidade de condutores

A quantidade de pessoas que conduzirão o veículo e a idade delas também influenciam no plano final. Quanto mais experiência o condutor tem, menor as chances de causar um acidente. Condutores menores de 21 anos recebem um peso diferenciado no cálculo do valor do seguro.

Esses três exemplos acima são apenas os principais que a seguradora precisa saber para montar o seu perfil e, posteriormente, o plano de seguro auto. Listamos estes para alertar sobre algo bem comum e que gera um prejuízo incalculável: a fraude.

Nunca minta na hora de preencher o formulário. Por mais que um detalhe vá aumentar o valor do seu seguro, isso ocorrerá porque os profissionais que tomarão de conta do veículo sabem os riscos que você corre e, caso aconteça alguma coisa, você precisa estar adequadamente coberto.

Quais as coberturas indispensáveis para um plano de Seguro de Automóvel?

A maioria das seguradoras atualmente já trabalha com planos sob medida. Isso significa que você contrata exatamente o que precisa para seu carro, evitando que um cliente pague por uma cobertura que nunca usará. Entre as coberturas indispensáveis, listamos:

Roubo e Furto

Por mais que pesquisas mostrem que determinadas cidades são mais violentas que outras, o roubo e o furto são duas realidades atuais do Brasil e você precisa colocar o seu veículo segurado contra isso.

Colisão

Por mais que você seja um motorista responsável e seguro de si no volante, existem outros que não são. Então, não deixe jamais o seu carro sem uma cobertura para colisão.

seguro-carro

Incêndio

Esses podem ter origem externa, como explosões por exemplo, ou origem mecânica. Para os dois casos, vale a garantia que a seguradora cobrirá os danos.

Danos a Terceiros e Proteção a Passageiros

Assim como você não está livre de se envolver em um acidente com seu carro, poderá também causar danos à terceiros, e ter a seguradora para cobrir tais danos é essencial. Da mesma forma, garantir uma cobertura para danos aos que estavam com você no veículo é importante. Além de evitar gastos extras, ainda evita dores de cabeça e possíveis processos judiciais por danos físicos e materiais.

Problemas Técnicos

Nada de precisar correr atrás de guincho e reboque para tirar você daquele sufoco. Geralmente as seguradoras apresentam disponibilidade 24 horas para esse serviço.

Além desses quatro tipos de coberturas, você pode padronizar o seguro do seu automóvel levando em conta outras questões como alagamentos, danos por granizo, vidros, equipamentos instalados internamente, carro extra, seguro de franquia, entre outros. Todos os itens têm um peso no valor final do seguro e precisam ser bem analisados na hora da contratação, para que no momento de um imprevisto, você não fique descoberto por algo que esqueceu ou não foi orientado a contratar.

989994-car-insurance

Planos de cobertura

Levando em conta as coberturas acima, os planos de tais se dividem basicamente em dois: Básico e Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos (RCF-V). Entenda cada uma delas.

Cobertura básica

Como o nome já diz, inclui as coberturas básicas para um veículo:

  • Danos;
  • Colisões;
  • Incêndios;
  • Roubos e/ou furtos.

No caso de uma cobertura básica, a seguradora indeniza você contra os prejuízos decorrentes de um dos casos acima.

Cobertura de Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos

A cobertura RCF-V garante reembolso de prejuízos para praticamente todos os casos de acidentes envolvendo o veículo, o proprietário e passageiros. Nesse incluem-se danos morais, materiais e corporais. Nesse segundo caso, as chances de problemas judiciais são bem menores também.

***

Agora que você já conhece os principais tipos de seguro para automóvel, que tal pensar em fazer um para seu veículo, ou atualizar as coberturas daquele plano que já tem há anos? Você pode solicitar uma cotação online conosco ou entrar em contato com nossa central de atendimento para tirar outras dúvidas! Você pode também deixar seu comentário com dúvidas e sugestões!