Você sabia que a média de acidentes de trânsito, somente aqui no Brasil é a maior da América Latina e a quarta maior do mundo? Os dados são de uma pesquisa da Organização Mundial de Saúde, e mostra o quanto estamos vulneráveis, por mais que sejamos prudentes na direção.

Os acidentes envolvendo veículos não estão fora de cogitação e esse é um risco real e bem presente nas vias do Brasil. Sabemos também que, por mais que você saiba que é preciso buscar suporte para resolver o problema, o nervosismo do momento não deixa que isso aconteça com paciência e tranquilidade. É daí que surgem as brigas e falta de acerto após o acidente.

Você sabe como agir em casos de acidentes? Para onde ligar, como buscar auxílio do seguro, quais as providências legais quando envolvem danos materiais e pessoais? Preparamos um post totalmente explicativo que servirá como um bom guia para você nessas situações indelicadas. Confira.

Eu preciso de um seguro contra acidentes de automóvel?

Se você já começou se fazendo essa pergunta ou chegou até aqui justamente porque não sabe se o seguro de automóveis é a melhor saída, garantimos que sim, você precisa ter um seguro para seu carro. Observe, principalmente, as especificações do seu seguro para evitar o bloqueio do uso por quaisquer motivos. É preciso saber quais as coberturas que o seu seguro automóvel precisa ter para pagar exatamente pelo serviço que está dentro do seu perfil como motorista.

O seguro de automóvel geralmente cobre roubo e furto, colisão, incêndio, danos a terceiros e proteção a passageiros. Sem esses serviços assegurados por um plano você pode até conseguir resolver os problemas do seu acidente de automóvel, porém, a burocracia e os gastos são bem maiores. Vale a pena evitá-los!

Antes de qualquer atitude, chame a polícia militar

A primeira ação em qualquer tipo de acidente de automóvel é acionar o 190. O suporte da polícia é essencial. Somente a polícia pode emitir o BOAT – Boletim de Ocorrência de Acidente de Trânsito. Se você possui seguro, é importante contatar a sua seguradora ou seu corretor de seguros. Não fuja do lugar, pois sem esse documento é impossível requerer alguns direitos, principalmente se existir a necessidade de processos judiciais. Eventualmente as seguradoras também poderão solicitar esse documento para liberar a cobertura, principalmente nos casos que envolvem terceiros ou vítimas.

O que fazer em um acidente de automóvel sem vítimas

Se o acidente não teve vítimas, apenas danos materiais, após solicitar a polícia, anote ou fotografe a placa de todos os carros envolvidos. Se não existir nenhum conflito, também anote os dados dos motoristas responsáveis. Registre o máximo que puder do ocorrido, como os danos causados nos veículos e também na via pública – essa dica vale principalmente para quem invadiu canteiros ou bateu em postes de luz.

Caso o carro ainda possa andar e se for de comum acordo entre todos os envolvidos, retire os veículos da via de circulação, pois isso também pode acarretar alguma multa posteriormente.

Após registrada a ocorrência, basta acionar o seu seguro para que a empresa faça a retirada do automóvel do local e repare os danos.

A situação acima envolve casos onde o acidente foi mais ameno e não há atrito entre os motoristas envolvidos. Em caso de discussão, deixe que a polícia militar encaminhe a melhor solução para o seu caso. Jamais tome qualquer atitude sem registrar, pois isso pode acarretar multas ou processos posteriormente.

O que fazer em um acidente de automóvel com vítimas

Em situações onde o acidente de automóvel, além dos danos materiais, tem vítimas, o procedimento muda um pouco. Além de ligar para a polícia militar, você precisará também comunicar aos Bombeiros, no número 193, o ocorrido. Nesse caso não é indicado retirar os veículos e, principalmente, as vítimas.

Uma equipe fará a perícia do acidente e quaisquer desvios do mesmo podem ocasionar perda do seguro do automóvel ou processos judiciais posteriormente.

Acionando o seguro de automóvel

Por lei, todo motorista tem direito ao seguro obrigatório do Detran, mais conhecido como DPVAT. Este seguro é válido para os reembolsos com despesas em casos de acidentes com vítima, tais como MORTE, INVALIDEZ PERMANENTE ou DESPESAS MÉDICAS E HOSPITALARES destas vítimas. Se você está com o IPVA em atraso ou a carteira de habilitação vencida no dia do acidente, será impossível solicitar esse suporte do departamento de trânsito da sua cidade.  Caso a documentação esteja em dia, basta apresentá-la em qualquer ponto de atendimento autorizado pelo Detran ou pela seguradora para dar entrada no seu processo. O recebimento é gratuito e você precisa apenas aguardar um prazo de análise.

Já para o seguro privado, basta ligar para a central de atendimento da seguradora ou para seu corretor de seguros e solicitar o atendimento. Eles são responsáveis por prestar este auxílio, inclusive esclarecendo dúvidas que possam existir no decorrer do processo, como por exemplo, quais são seus direitos e deveres em casos como este. Os danos causados a pessoas ou materiais de terceiros normalmente são cobertos pelo seu seguro privado.

***
É muito importante ficar atento aos direitos e, principalmente, aos deveres do motorista sobre um acidente de trânsito. Se você ainda não tem seu seguro de automóvel, faça uma cotação online hoje mesmo! Em casos de dúvidas, entre em contato conosco ou deixe um comentário que ficaremos felizes em atendê-lo!