Apólice, franquia, endosso e outras palavras ou termos já deixaram você confuso na hora de assinar um contrato de seguro? O chamado “Segurês” realmente tem as suas particularidades, mas deve ser desvendado completamente por todos aqueles que utilizarão esse tipo de serviço. O motivo? Não correr riscos de cair em ciladas ou acabar errando na contratação do plano mais indicado para seu perfil.

E foi pensando em todas essas questões que montamos um mini-dicionário de Segurês para você! Destacamos os termos mais utilizados e o significado de cada um deles. Veja.

Aceitação

É a fase da aprovação da sua apólice. Quando a seguradora reconhece o risco apresentado no plano escolhido e apresenta a proposta do seguro para o cliente. É a partir dessa aceitação que sua apólice é emitida e concretizada.

Apólice

Apólice é o nome dado ao documento emitido pela sua seguradora, formalizando o seu contrato. É na apólice que você sabe exatamente quais os seus direitos e deveres, quais as coberturas que abrangem o seu plano e outras informações importantes para quando você precisar resgatá-lo.

Avaria

Quando o seu patrimônio assegurado sofre algum tipo de dano antes de o contrato ser firmado com a seguradora, esses são considerados como avarias. Elas contam como nota em seu contrato e não entram na cobertura em caso de sinistro. Existem algumas avarias que também surgem depois de o contrato ser firmado, mas são previamente excluídas da cobertura.

banner-futuro

Aviso de Sinistro

Quando você entra em contato com a seguradora para informar que sofreu algum dano no patrimônio e deseja acionar a cobertura contratada. Cada seguradora formaliza o aviso de sinistro de uma forma diferente.

Esse pode ser feito por telefone, e-mail, um formulário próprio, entre outros exemplos. É importante que você reconheça em seu contrato qual a forma ideal de comunicar a empresa em caso de necessidade.

Beneficiários

São todas as pessoas, de ordem física ou jurídica, descriminadas na apólice e que têm direito a receber a indenização descrita no contrato. Em casos de seguros onde não há beneficiários, a empresa pode colocar uma cláusula própria ou observar o que dispõe no Código Civil Brasileiro.

Capital Segurado

É o valor fixado na apólice, que corresponde ao máximo de prêmio resgatado em caso de sinistro. O Capital Segurado pode existir de duas formas em seu contrato. A primeira é quando o valor é fixo, para pessoas que pagam integralmente a indenização. A segunda forma é quando o valor é proporcional, para pessoas que optam por apurar a indenização apurada de acordo com os prejuízos causados no patrimônio.

CEP de Risco

São todos os endereços de uma cidade ou país que a seguradora considera de mais risco para o patrimônio assegurado. Esses códigos de endereçamento postal que apresentam riscos têm como base dados legais como IBGE, Detran e, até mesmo, relatórios de delegacias regionais.

Danos

Os danos sofridos pelo patrimônio assegurado. Eles podem ocorrer de diferentes formas:

  • Dano corporal: quando o dano é sofrido por uma pessoa assegurada na apólice. O dano corporal não inclui apenas pessoas que com seguro de vida, por exemplo. Se o seu plano for para um automóvel e você é o titular principal, automaticamente você também tem direito a cobertura;
  • Dano estético: quando o dano é também corporal, mas não chega a afetar o organismo como um todo. Nesse caso, o assegurado sente-se esteticamente prejudicado e pode solicitar o resgate de sua apólice;
  • Dano material: quando os danos são causados diretamente no objeto assegurado;
  • Dano moral: são danos causados para uma pessoa ou organização onde, mesmo que não haja uma avaria material ou física, comprometem a honra, liberdade, sentimentos e direitos individuais ou em grupo.

Endosso

É um documento emitido pela seguradora, enquanto a apólice está em vigência, autorizando modificações de dados que alteram as condições do contrato.

Franquia

É a participação obrigatória do titular do seguro, onde cada sinistro é deduzido do total contratado. A franquia só é considerada quando o dano for causado pelo motorista. Incêndios, explosões acidentais e eventos da natureza não entram nessa redução.

Limite máximo de indenização

Quando você contrata um seguro, escolhe o valor máximo que será pago pela seguradora em caso de sinistro. Esse valor é exatamente o que a empresa chama de LMI ou Limite Máximo de Indenização.

Veja aqui 5 Coisas que você precisa ficar Atento na hora de contratar um Seguro.

Liquidação de sinistros

É quando a seguradora paga um determinado valor ao assegurado, levando em conta os prejuízos sofridos no sinistro, levando em conta os riscos cobertos pelo plano contratado.

Sinistro

É um acontecimento casual ou involuntário, que acontece com o objeto segurado, mas que está previsto no contrato assinado. Nesse caso, o beneficiário é ressarcido pela seguradora, levando em conta os danos sofridos.

***

Você ainda encontrará alguns outros termos do Segurês em seu contrato, ou entrando em contato com um corretor de sua segurança.

Sentiu falta de alguma palavra? Deixa seu  comentário que a gente conta o que ela significa.

seguro-casa