Você sabe o que levar em consideração na hora de contratar um seguro? Seja ele de carro, moto, vida, saúde, entre outros serviços, alguns pontos são fundamentais e decisivos neste momento. Dessa vez, preparamos um post com cinco dicas que servirão como um check list para você analisar se a empresa que está contratando e o serviço que escolheu é, de fato, o melhor para você. Confira.

1 – Observe a segurança dos serviços prestados

Mesmo que seja uma seguradora indicada por um amigo ou parente, observe se a prestação dos serviços que você contrata é segura e eficiente. Isso evita problemas bem comuns, como precisar do seguro e descobrir que a empresa não atende em determinada área, hora ou ocasião.

Converse bastante com o corretor, pergunte o máximo que puder e, se for possível, converse com outros clientes. É bom também sempre analisar os órgãos de defesa do consumidor para saber se há queixas sobre a empresa, ou o site Reclame Aqui para saber se ver algum registro online e como o caso foi solucionado.

2 – Valor da mensalidade e reajuste

Por lei, todo contrato de serviço prestado precisa ser bastante detalhista quanto às cobranças de mensalidade e periodicidade de reajuste. Isso evita que você contrate um seguro hoje por um valor e descubra em poucos meses que ele não é mais aplicável. Esses casos são mais comuns do que você imagina e fica aquela insatisfação e/ou inadimplência por parte do cliente.

Caso não tenha a discriminação das mensalidades pelos próximos 12 meses, peça que a empresa emita um documento extraoficial com tal informação. Anexe ao seu contrato e guarde-o para conferir.

3 – Analise o limite de responsabilidade do seguro

Como informamos no primeiro tópico, a segurança dos serviços prestados é muito importante. Além dessa, o limite de responsabilidade do seguro é outro equívoco comum entre clientes de seguradoras por todo o Brasil. Isso significa que muitas pessoas contratam uma seguradora e não conhecem o valor da indenização ou a cobertura que tem direito.

É importante conhecer esses limites tanto para danos parciais como para danos totais. Na sua apólice deve ter detalhada toda essa informação. Como indicamos anteriormente, caso falte, comunique à empresa para a emissão de um segundo documento.

Se gostar das dicas, compartilhe com seus amigos!

botao-compartilhamento-facebook

4 – Cuidado com corretores “avulsos”

Há profissionais sérios que prestam serviços para diferentes empresas e ganham suas comissões por vendas e aquisições de alguns planos. Em contrapartida, também há aqueles profissionais que trabalham de forma “avulsa”, mas na verdade aplicam diversos golpes ou conseguem cobrar por valores completamente fora da realidade para os clientes.

Indicamos que, ao buscar um seguro através de um corretor, entre em contato com a empresa para qual ele trabalha e verifique se há realmente uma ligação entre ambos e se os serviços oferecidos são de fato aqueles.

5 – Leia sempre nas entrelinhas

Nunca ache nada sobre um serviço. Nunca espere que a seguradora aja de outra forma além daquela que está determinada em seu contrato. O famoso “jeitinho brasileiro” faz, muitas vezes, as pessoas caírem em contos falsos de corretoras que não são idôneas. Aprenda a buscar todas as suas informações, analisar o que está no contrato e, principalmente, ler o que há nas entrelinhas dele. Somente assim você não terá dores de cabeça no futuro.

****
Agora que já sabe como escolher o melhor seguro e a melhor seguradora para você, o que acha de fazer uma cotação online e verificar os serviços disponíveis? Qualquer dúvida pode deixar seu comentário ou entrar em contato conosco!

 

banner-futuro